fbpx

Quer saber como pode ganhar anos de vida? Provavelmente já ouviu dizer que “exercício dá saúde”. É verdade. E a corrida, sendo uma das formas de exercício físico mais simples e práticas que pode fazer, tem inúmeros benefícios para a saúde. Aliás, quem corre apresenta uma redução de 25 a 40% no risco de morte prematura(1) e vive aproximadamente mais 3 anos que os não corredores(1)(2). Mais, estudos têm demonstrado que a corrida também melhora significativamente o nosso estado emocional e mental(3)(4), podendo fazer-nos sentir mais calmos e menos stressados. Ainda não está convencido? Então continue a ler e descubra 5 benefícios que a corrida lhe pode oferecer:

1. Abater uns quilinhos

É verdade que a corrida é uma forma excelente de queimar calorias, e se perder peso é um dos seus objetivos, adicionar a corrida ao seu plano pode ajudar. Mas nada é garantido. É que muitos corredores pensam que por estarem a treinar mais, de repente têm uma autorização especial para comerem tudo o que lhes apetecer, sempre que quiserem, acabando por anular o acrescido dispêndio calórico da corrida, comendo mais, e nem sempre fazendo as escolhas mais saudáveis. Por mais que corra, nunca vai conseguir compensar uma má dieta!

2. Torna-nos mais felizes

Tem-se exercitado de forma regular? Se sim, não deve ser novidade para si que, independentemente do quão mal se sentir, o exercício deixa-o mais bem disposto. Esse rápido aumento dos níveis de energia e boa disposição deve-se ao aumento dos níveis de serotonina, dopamina e endorfinas(5), e tem benefícios também no combate ao stress e ansiedade(4), podendo mesmo ajudar a melhorar a qualidade do seu sono(3). Sendo assim, a corrida não só é boa para o seu corpo, como também faz maravilhas para a sua saúde mental e emocional.

3. Coração mais forte e saudável

A corrida melhora a sua resistência cardiovascular, tornando o seu coração mais saudável e forte. Um estudo de 2014(2) revelou que os corredores tinham um risco de morte por doença cardíaca 45% inferior aos que não correm. E não pense que para atingir estes benefícios precisa de correr longas distâncias. Não. O estudo descobriu que basta correr 5 a 10 minutos por dia para reduzir consideravelmente o risco de problemas cardiovasculares.

4. Previne a degeneração articular e óssea

Já alguma vez lhe disseram que correr faz mal ao seu joelho? Não acredite nelas. A corrida não causa mais problemas articulares que qualquer outra forma de exercício físico. Aliás, correr de forma regular pode na verdade fortalecer as suas articulações(6), bem como os seus ossos. Durante a corrida o ciclo de compressão e expansão que ocorre devido ao impacto de cada passo ajuda a fortalecer a cartilagem das articulações e os músculos, e é esta adaptação que ajuda a prevenir e atrasar o início da osteoartrite(7). Claro que a corrida pode provocar lesões, mas a grande maioria delas devem-se aos corredores e não à corrida em si. Porque mesmo o que é bom, feito em excesso, pode ser prejudicial.

5. Desaceleração do processo de envelhecimento

Quem corre de forma regular não só vê a sua esperança média de vida prolongada em 3 anos(1)(2), como tende a ter mais qualidade de vida quando atinge uma idade mais avançada. Está já bem documentado que o exercício físico, particularmente a corrida, ajuda a contrariar o declínio das capacidades cognitivas associado ao envelhecimento, incluíndo a perda de memória, a capacidade de alternância entre tarefas, e a velocidade de processamento de informação, entre outros(8)(9). Mais, um estudo de 2006(10) concluíu que o exercício físico regular pode atrasar o aparecimento da demência e da doença de Alzheimer.

Como já deu para perceber, os benefícios da corrida são inúmeros, tanto físicos como mentais. Não só queima calorias, como fortalece os músculos e articulações, e melhora a condição cardiovascular. E se isso não lhe é suficiente, correr pode também ajudar a reduzir os níveis de stress, tornar-nos mais felizes, e ajudar a regular o nosso sono. E sabe qual é a melhor parte? Qualquer um pode usufruir destes benefícios para a saúde. A corrida é uma atividade que pode ser praticada por todos, a qualquer altura da vida, e independentemente do nível com que começam, bastando para isso calçar um par de ténis. E para tirar o máximo partido da corrida, incorpore-a num estilo de vida saudável, onde está incluída uma boa alimentação, treino de força regular, e descanso adequado.

Já corre? Já tinha ouvido falar destes benefícios? Que outros benefícios da corrida que deixámos fora da lista considera importantes? Partilhe a sua opinião deixando um comentário.

Se gostou do artigo, partilhe-o com os seus amigos e siga-nos no facebook.

Chistoph Fetkenheuer – Personal Trainer

(1) Lee, D. C., Brellenthin, A. G., Thompson, P. D., Sui, X., Lee, I. M., & Lavie, C. J. (2017). Running as a key lifestyle medicine for longevity. Progress in cardiovascular diseases, 60(1), 45-55.
(2) Lee, D., Pate, R. R., Lavie, C. J., Sui, X., Church, T. S., & Blair, S. N. (2014). Leisure-Time Running Reduces All-Cause and Cardiovascular Mortality Risk. Journal of the American College of Cardiology, 64(5), 472-481.
(3) Kalak, N., Gerber, M., Kirov, R., Mikoteit, T., Yordanova, J., Pühse, U., Holsboer-Trachsler, E., & Brand, S. (2012). Daily Morning Running for 3 Weeks Improved Sleep and Psychological Functioning in Healthy Adolescents Compared With Controls. Journal of Adolescent Health, 51(6), 615-622.
(4) Anderson, E., & Shivakumar, G. (2013). Effects of exercise and physical activity on anxiety. Frontiers in psychiatry, 4, 27.
(5) Lin, T. W., & Kuo, Y. M. (2013). Exercise benefits brain function: the monoamine connection. Brain sciences, 3(1), 39–53.
(6) Hyldahl, R. D., Evans, A., Kwon, S., Ridge, S. T., Robinson, E., Hopkins, J. T., & Seeley, M. K. (2016). Running decreases knee intra-articular cytokine and cartilage oligomeric matrix concentrations: a pilot study. European Journal of Applied Physiology, 116(11-12), 2305-2314.
(7) Williams, P. T. (2013). Effects of running and walking on osteoarthritis and hip replacement risk. Medicine and science in sports and exercise, 45(7), 1292-1297.
(8) Erickson, Kirk I et al. (2011). Exercise training increases size of hippocampus and improves memory. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, 108(7), 3017-3022.
(9) Guiney, H., & Machado, L. (2012). Benefits of regular aerobic exercise for executive functioning in healthy populations. Psychonomic Bulletin & Review, 20(1).
(10) Larson, E. B., Wang, L., Bowen, J. D., McCormick, W. C., Teri, L., Crane, P., et al. (2006). Exercise is Associated with Reduced Risk for Incident Dementia among Persons 65 Years of Age and Older. Annals of Internal Medicine, 144(2), 73-81.

917 027 480

R. Antero de Quental 60

2675-690 Odivelas

Personal 20 Odivelas - R. Antero de Quental 60, 2675-690 Odivelas

Pin It on Pinterest

Share This